O The Selection é baseado na trilogia da Kiera Cass, de mesmo nome, e foi criado pela Angel, pela Dann e pela Nay, com colaboração da Mari. A trama foi inventada em cima da história original, por isso não admitimos plágio. Sejam todos bem-vindos ao The Selection. Sintam-se livres para interagir, jogar, debater e tudo o mais. Espero que se divirtam muito!
O príncipe Kevan acaba de atingir a maioridade de vinte e um anos, o que significa que já tem idade suficiente para se casar com uma filha de Illéa; uma nova Seleção terá de ser realizada, como a que escolheu America Singer, sua mãe, na edição passada, e sua avó Amberly antes dela para se casarem com membros da família real e fortalecer a moral da nação. As cartas acabaram de ser enviadas para as famílias que possuam moças com idades entre 16 e 20 anos, para que estas tenham a oportunidade de participar da Seleção (leia mais...)
Ainda temos muitas vagas livres. O RPG já começa em Angeles, na sede da realeza... se preparem!
NOME DO AMIN
PLAYER
Perfil # MP
NOME DO ADMIN
PLAYER
Perfil # MP
NOME
PLAYER
Perfil # MP
PERSON
NOME
Perfil # MP
NOME
PLAYER
Perfil # MP

Agradecemos à Julliet Kingsley pelo trabalho com o design. Agradecemos a todos os jogadores que fazem o nosso fórum acontecer. Lembre-se, plágio é crime, previsto pelo código penal brasileiro. Não copie, seja criativo.

[FP] Angeline Murdok

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Angeline Murdok

Mensagem por Angeline Murdok em Qua Maio 01, 2013 7:30 pm



It’s not about having what you want, but wanting what you got, ,
got it, Your Highness?





Angeline Karenina
Murdok

Dezenove. Três . Zoey Deutch . Waverly.


Here I am I am lost in your land And I hope you will be Creeping in my soul. Shadows fall, let me out, Hear my call And I'll always believe Creeping in my soul. Creeps from the deep's gonna be feeding off your spine. I fade away into the night My eyes are closing in Shadows are fleeing from the light My nightmares can begin Wake me, can't you hear me calling? Out of darkness, they come crawling

Vivs . 16 . RJ . Face, Skype, MP .




HISTÓRIA

Angeline nasceu em uma família de ouro. E era, desde pequena, influenciada por seus pais a ser o orgulho deles, quer queira ou não. A personalidade ambiciosa da menina evoluiu conforme os anos passavam. Os pais sempre a encorajaram a ser uma musicista nata, para que conseguisse entender sobre música em geral e um dia se tornar uma produtora famosa, exatamente como seu pai. A paixão por línguas também foi fruto desse empurrão exercido pelos pais. Angeline nunca teve tempo para se preocupar com coisas como amor, ou relacionamentos. Chegava em casa completamente esgotada pelas aulas e práticas que tinha durante os dias. O que lhe restava era deitar na cama e dormir até o próximo dia excruciante chegar. De qualquer forma, cresceu nesse antro de mentes fechadas, e continuaria o sendo até hoje, não fosse em um dia ter escapado das práticas e vagado até o hospital geral de Waverly.
Não poderia ter ficado mais chocada do que naquela hora. Ver as pessoas de Illéa daquela forma tão frágil pressionou um botão em seu inconsciente que a levaria a decidir se tornar uma médica mais tarde, para tentar salvar as pessoas. Para tentar devolver a vida a seus rostos. Com doze anos, já sabia o que queria fazer pelo restante de sua vida.
Era realmente necessário dizer que seu pai não gostou nem um pouco da escolha da filha de ouro? A que seguiria seus passos quando ele não mais estivesse andando pela nação de Illéa?
Claro, os pais eram novos o suficiente para ter um outro filho, mas precisavam lidar com a pequena rebelde de alguma forma, então seu pai decidiu que a filha iria acompanhá-lo em todos os seus compromissos com seus clientes. Só assim ele a deixaria fazer medicina na faculdade, e não teoria musical. Angeline aceitou o acordo, vendo-se encurralada. O pai não a dera nenhuma outra opção, então teve de cumprir com o acordo, acordando mais cedo todos os dias para estudar as matérias que deveria saber para conseguir passar nos exames, e durante o decorrer dos dias, estar com seu pai para auxiliá-lo em seu trabalho.
Anos depois, quando estava o ajudando, conheceu Richard, um dos clientes que seu pai escolhera para lançar, por assim dizer. A Murdok tinha dezessete anos na época, e tudo no homem a fascinara. Era lindo e viu-se cada vez mais intrigada por ele. Richard tinha talento, ela percebera, e quando conseguiu falar com ele a sós, sem a presença do pai, percebeu que o homem era, no mínimo, uma ótima companhia. Não demorou para que começassem a sair juntos nas horas vagas da garota e ela queria ficar com ele a maior quantidade possível de tempo. Com o estágio e os estudos para seu exame, era difícil, mas sempre conseguia se encontrar com ele, às escondidas, é claro, pois o pai não aprovara aquela relação desde que Angeline começou a falar com Richard sem aquele toque formal.
Ele a fazia se sentir mais do que plena quando estavam juntos. Não faziam nada demais, uma vez que, mesmo que tivesse certeza de que ele era o cara certo para ela, era proibido em Illéa que os jovens fizessem sexo antes do casamento. Ela só não entendia porque um homem como ele ainda não estava casado. Claro, também tinha aquele inconveniente de ele ser um Cinco. Nunca se importou realmente com a diferença de castas, mas assim que teve idade suficiente para pensar em se casar, ele disse que nunca poderiam ser marido e mulher, porque não queria privá-la da vida que ela tinha.
Angeline sentiu-se um lixo por um longo tempo, e quase desistiu da medicina, mas assim que viu o anúncio da nova Seleção, limpou as lágrimas e inscreveu-se. Sabia que era errado, mas queria esquecer o ex-namorado. Existia forma melhor do que esquecer um homem substituindo-o? Ela não conhecia forma melhor.
Os pais apoiaram a decisão da jovem e levaram-na até o Departamento de Serviços Provinciais, animados com a possibilidade da filha se tornar a princesa de Illéa, e, mais tarde, rainha. Angeline não se sentia assim tão emocionada. Provavelmente não seria escolhida, de qualquer forma. Aquilo tudo era como um tiro no escuro.
A rotina seguiu normalmente conforme os dias passavam. Quando sua mãe gritou em excitação ao checar as correspondências da semana, correu para o quarto da filha e, gritando, anunciou que ela tinha sido uma das selecionadas. Angeline lembrava de ter perdido o ar por alguns segundos e de ter, depois disso, uma multidão de paparazzi ao redor de sua casa. E assistentes que diziam o que ela deveria fazer e como deveria agir defronte ao príncipe nos próximos dias. Foi então que percebeu o quão real aquilo tudo era. Não tinha mais como voltar atrás. Era esquecer Richard ou viver com aquilo pelo resto de sua vida, e seu coração dizia que não iria conseguir esquecê-lo.
Alguns dias depois, estava com as malas feitas, pronta para seguir em direção ao palácio junto as outras selecionadas, quando encontrou uma carta em cima de sua cama. Angeline reconheceu a letra forte de Richard e abriu a carta, segurando o choro. Dizia que ele nunca amara ninguém como ela e que nunca a esqueceria, mesmo que ela estivesse destinada a fazê-lo.
Com o coração pesando cem toneladas, saiu da casa da sua família, despedindo-se de seus pais e tendo plena consciência de que sua vida jamais voltaria a ser da forma que era antes.

PERSONALIDADE &
APARÊNCIA

Angeline é ambiciosa, isso é um fato. Não há quem negue isso. O único momento do dia no qual não está estudando para se tornar uma médica ou especializando seus conhecimentos para com a música – culpa do pai – é quando está com Richard, seu namorado, um cinco. Angeline é forte, mas perto dele, torna-se uma garotinha apaixonada que faz de tudo por seu amor. Inteligente, ardilosa, confiante e perfeitamente capaz de se defender por si mesma, não há nada que sequer ouse ficar entre ela e seus objetivos. Pode ser manipulativa a certo ponto, mas esse ponto em especial faz parte da personalidade usual de qualquer mulher.

Peso: 44kg
Altura: 1,63 m
Cor do cabelo: Castanhos
Cor dos olhos: Castanhos
Cor da pele: Morena.

Adicionais:
Idiomas falados: Inglês, alemão, mandarim, espanhol e francês
Escolaridade: Ensino médio completo
Habilidades especiais: Angeline tem mãos de curandeira, e isso foi uma das razões para que decidisse se tornar uma cirurgiã. Toca violino e piano, por influência do pai, e é uma flautista iniciante.




CREATED BY ISA THE GREAT @ CAUTION 2.0 & ATF



avatar
Angeline Murdok

Mensagens : 116

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Angeline Murdok

Mensagem por Gavril Fadaye em Qua Maio 01, 2013 8:08 pm


ficha aprovada
avatar
Gavril Fadaye
Administração.

Mensagens : 117

Ver perfil do usuário http://theselection.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum